Artigos, capítulos 

e demais dispersos

Artigos ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

AMARANTE, J. Os epigramas de Ausônio e as fronteiras da ficção. (No prelo.) 

AMARANTE, J. A recriação, o retorno e o eterno novo: epigramas ausonianos em português. (No prelo.) 

 

AMARANTE, J.; SANTOS JR. C. J. Problemas de conformação de um excerto poético de Fulgêncio, o Mitógrafo, em testemunhos da tradição manuscrita e impressa. (No prelo.)

AMARANTE, J. A apropriação cristã dos mitos clássicos: Fulgêncio e a retórica da comparação, Notandum, n° 54 (23), 2020, p. 75-94.

SANTOS JR., C. J.; AMARANTE, J. Adão, Eva, Caim e Abel sem a letra 'a', por Fulgêncio, o Mitógrafo: tradução do Livro I do lipograma De aetatibus mundi et hominis, Rónai Vol. 8, n. 1, 2020 p. 88-98.

 

SANTOS JR., C. J.; AMARANTE, J. Elementos da tradição palindrômica antigaAfluente, v. 4, n. 13 (2019), p. 195-213.

 

AMARANTE, J. A bela morte feminina em Ausônio, A Palo Seco, 12 (2019), p. 47-60.

 

AMARANTE, J. L’architettura orizzontale dei tre libri delle Mythologiae di Fulgenzio, Studi Italiani di Filologia Classica, 2 (2018), p. 157-200.

AMARANTE, J. A explicação fulgenciana para o surgimento dos deuses: um amálgama pagão-cristão?, Hypnos 41 (2018), p. 215-236.

AMARANTE, J.; AMBROSIO, R. ; CARMO, T. P. ; LAGES, L. Visões e representações da Antiguidade em obras da alta idade média e sua permanência em períodos posteriores: um programa de pesquisa. Inventário, v. 1 (2016), p. 1-23.

AMARANTE, J. Latinitas: Leitura de Textos em Língua Latina. Novos alunos, novas metodologias, Revista Internacional de Ciências Humanas, v. 5 (2016), p. 1-15.

AMARANTE, J. O latim na literatura brasileira: enfeitar, impressionar, ridicularizarA Palo Seco: Escritos de Filosofia e Literatura, v. 1 (2014), p. 74-85.

AMARANTE, J. O latim no Brasil na primeira metade do século XX: entre leis, discursos e disputas, uma disciplina em permanênciaPhaos (UNICAMP), v. 1 (2013), p. 39-63.

AMARANTE, J. O professor e o método: papéis, diálogos, dilemasEstudos Linguísticos e Literários, v. 2 (2013), p. 62-90.

AMARANTE, J. Os efeitos cômicos dos prólogos plautinos, A Palo Seco: Escritos de Filosofia e Literatura, v. 1 (2013), p. 42-52.

AMARANTE, J.; OLIVEIRA, K. Como anda a realização de plural dos nomes em -ão na norma urbana culta de Salvador, Hyperion v. 1, n.6 (1999), p. 67-82.

Capítulos ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

AMARANTE, J.; MOREIRA, R.; ALMEIDA, S.; SANTOS JR., C. Fulgêncio, o Mitógrafo: a explicação da Antiguidade como programa. [No prelo] 

ALMEIDA, S.; AMARANTE, J. Arte visual e poesia: tradução intersemiótica em Ausônio. [No prelo]

AMARANTE, J.; LAGES, L. Duas faces de Tirésias: o mito antigo da transgeneridade em tradução. In: COELHO, M. C. M. N; MARTINS, E. F. Mito em movimento: recepção da Antiguidade greco-romana no cinema. Curitiba: Editora da UFPR, 2020 (in press).

AMARANTE, J. Ars docendi latinum: onde e como podem aprender a ser professores os jovens estudantes de latim? Perspectivas do projeto “A Extensão Pesquisa o Ensino”. (No prelo.)

AMARANTE, J. A arquitetura horizontal das "Mythologiae" fulgencianas: o texto como testemunho. In: LOSE, A. D.; SOUZA, A. S. (orgs.). Paleografia e suas interfaces. 1ed. Salvador: Memória & Arte / Edufba, 2018. p. 157-182.

AMARANTE, J. O latim no Brasil após a segunda metade do século XX e a emergência de novos materiais didáticos. In: CRAVO, C.; MARQUES, S. (coords.) O ensino das línguas clássicas: reflexões e experiências didáticas. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra; São Paulo: Annablume, 2017.

AMARANTE, J. A Extensão Pesquisa o Ensino: pela formação de um professor reflexivo. In: José Amarante; Elizabeth Ramos. (Org.). Série: Normas, Procedimentos e Projetos do NUPEL (Núcleo Permanente de Extensão em Letras), vol. 1. 1ed.S alvador: UFBA, 2015. p. 9-16.

AMARANTE, J. Anotações lexicais da docência. In: MATTOS E SILVA, R. V.; OLIVEIRA, K.; AMARANTE, J. (orgs.). Várias Navegações: Português arcaico, Português brasileiro, Cultura escrita no Brasil, Outros estudos. 1ed. Salvador: Edufba, 2012. p. 18-22.

AMARANTE, J. Esboço para uma história social do latim no Brasil: construindo uma periodização. Episódio I - Período Colonial. In: MATTOS E SILVA, R. V.; OLIVEIRA, K.; AMARANTE, J. (orgs.). Várias Navegações: Português arcaico, Português brasileiro, Cultura escrita no Brasil, Outros estudos. 1ed.Salvador: Edufba, 2012, p. 231-266.

AMARANTE, J. "Latinitas: leitura de textos em língua latina." Notícias sobre uma abordagem metodológica. In: AMARANTE, J.; LAGES, L. (orgs.). Mosaico Clássico: variações acerca do mundo antigo. 1ed.Salvador: UFBA, 2012, v. 1, p. 147-180.

AMARANTE, J. O site "www.latinitasbrasil.org" como complementar à abordagem metodológica do Programa Latinitas. In: Moreira, R. O.; AMARANTE, J.; LAGES, L. (orgs.). Anais do I Encontro de Estudos Clássicos da Bahia. 1ed.Salvador: UFBA, 2012, v. 1, p. 210-245.

Demais esparsos _______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

VOCÊ TEM NOTÍCIA DO LATIM? José Amarante e Produtora João de Barro filmes. Local: Salvador: João de Barro filmes, 2015. (23 min). Edição especial para o Prêmio Capes de Teses 2014. Disponível no Youtube

Entrevista para a Edufba, em julho de 2019, após o lançamento de "O livro de Mitologias de Fulgêncio": José Amarante no Espaço do autor

Clipping _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Principais matérias de jornal