Morro

Todos os dias desço, com todo vagar

sem ritual, cada degrau, sem-par
e me distancio mais de mim,
me aproximo mais do sim

e vejo o precipício

do longo início

fim